Serve-se um olhar mundano e libertino. Serve-se uma arrogância sonhadora e juvenil. Serve-se uma ironia coerente e um humor valorativo. Serve-se tradição e modernidade. Serve-se na condição humana, Brinda-se com a casmurrice pessoal!

01
Nov 09

Que perdi a minha espontaneidade natural de reacção momentânea?

 

Que desisti de voar lá bem em cima no patamar dos meus cândidos sonhos?

 

Que pus de lado a paixão pessoal de agarrar cada momento sem preocupação pelo labirinto subsequente?

 

publicado por Casmurro às 01:06

Oi M! =)

Nunca perdemos a nossa espontaneidade e nem os nossos sonhos! Às vezes as circuntâncias que nos rodeiam colocam esses sonhos e essa espontaneidade num plano quase inantigível... mas eles vencem sempre! ;)
Todos nós já sentimos várias vezes que perdemos os nossos sonhos e que parecemos umas pequenas máquinas perante a vida... mas de repente tudo muda! =)
Já não pensamos que "viemos ao mundo para sofrer" nem "para cortar os pulsos" e nem para "saltar da ponte"... (lol)...começamos a pensar que afinal todos os nossos sonhos estão vivos, só estavam arrumadinhos no fundo do baú! ;)

Concordo com a Mary no que toca ao terceiro ponto!
A preocupação é, na minha opinião, algo bom... que nos faz sentir/ser mais conscientes dos nossos actos! =)
*
Teresa a 1 de Novembro de 2009 às 22:06

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO