Serve-se um olhar mundano e libertino. Serve-se uma arrogância sonhadora e juvenil. Serve-se uma ironia coerente e um humor valorativo. Serve-se tradição e modernidade. Serve-se na condição humana, Brinda-se com a casmurrice pessoal!

09
Out 09

Pequenas e humildes reacções da vencedora do Nobel da Literatura de 2009, Herta Müller:

 

"Agora estou a pensar que quem ganhou não fui eu, foram livros, e não a minha pessoa, e julgo que é a melhor forma de lidar com a situação".

 

"Nos meus livros, reflecti sempre sobre como é que uma mão cheia de poderosos usurpam um país, a ponto de o país desaparecer e ficar só o Estado(...)porque os autores não escolhem os seus temas, são eles que vão ao seu encontro".

 

"Para escrever é preciso uma intimidade com uma língua (que não tenho com o romeno, só com o alemão)".

 

 

 

E no que aos prémios Nobel diz respeito, um sempre importante e conveniente esclarecimento aqui, em sentido inverso ao que muitas vezes acabamos por ler ou ouvir por aí.

 

publicado por Casmurro às 00:20

Sem dúvida. Um bom exemplo de simplicidade vindo "de cima". Aliando ainda essa humildade a uma noção de realidade extremamente consciente:
- Concordo plenamente com a ideia de que somos influenciados pelo que se passa ao nosso redor a todos os níveis, e na escrita não deixa de ser diferente.
- E claro, a intimidade com uma língua é angular para o manejo escrito da mesma.

Sim Mary, muita gente poderia aprender com este bonito gesto. Queres que enumere algumas pessoas? =P lol

Sonhos casmurros *
Casmurro a 9 de Outubro de 2009 às 00:57

Não vale a pena, certamente que ambos conhecemos alguns casos.
E quanto ao Baraka como Nobel da Paz?! Não te parece excessivo?! A mim parece... Há tanta gente a fazer mais e melhor pelo mundo. Acho que foi um prémio para parecer bem. Fiquei ligeiramente desiludida com a sua atribuição!
Beijinhos e continua a opinar! ;)
Mariana a 9 de Outubro de 2009 às 19:25

Concordo. Acima de tudo parece-me prematuro. Pela sua filosofia política e pela sua intenção pacifista de acção não acho que seja totalmente mal entregue, mas considero-o acima de tudo prematuro sendo entregue logo no primeiro ano de mandanto e não no fim de um mesmo, ou num inícido de um segundo.

A explicação mais lógica que me ocorre é de tentiva de influência e pressão para o resto do seu mandato, revelada essa sua forma de estar na política ao longo dos seus novos meses de presidência americana.

Deixo-te um olhar mais brincalhão e de conspiração: http://cachimbodemagritte.blogspot.com/2009/10/ja-percebi.html

Beijo *
Casmurro a 9 de Outubro de 2009 às 19:42

Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO