Serve-se um olhar mundano e libertino. Serve-se uma arrogância sonhadora e juvenil. Serve-se uma ironia coerente e um humor valorativo. Serve-se tradição e modernidade. Serve-se na condição humana, Brinda-se com a casmurrice pessoal!

20
Nov 08

Maradona foi um génio. No verdadeiro sentido do termo. Brilhante no que fazia, muito à frente do seu tempo como qualquer génio que se preze, e uma figura ora idolatrada por muitos, ora odiada por ainda mais (um pouco o meu caso este último), característica esta também ela peculiar e inerente à figura de um génio.  

 

No entanto, é impossível não se lhe reconhecer talento e genialidade naquilo em que nasceu para fazer, no seu caso concreto, o futebol.

 

Diego Maradona, actual e novo seleccionador argentino tem uma característica que o define muito bem: fala muito, ao desbarato, e poucas são as vezes em que diz coisas acertadas.

 

Porém, neste dia de orgulho e vaidade por este meu tradicional espaço ter sido destaque no Sapo, cito, humildemente, uma das suas frases de maior interesse para mim. Disse o próprio sobre os tratamentos de desintoxicação de drogas em 2004:

 

“Lá na clínica, há um tipo que diz que é o Napoleão e outro que pensa que é o São Martinho. Quando eu digo que sou o Maradona, eles não acreditam”.

 

É bastante reconfortante sermos reconhecidos pelo que damos de nós, sendo um blog uma forma cada vez mais expressiva e de maior dimensão para o fazer. Mas é, para mim, mais importante ainda, permanecer fiel a essa minha identidade, conhecimento, pensamento e expressão. Crescendo, aprendento e debatendo com os contributos e presenças de todos os outros.

 

Obrigado a todos os que "param, se encostam à beira, e entram para conhecer esta Estalagem, no meio da atribulada, serpenteante e surpreendente estrada" que é a vida.

 

publicado por Casmurro às 23:26

Discutia ontem antes do treino, ainda no rescaldo da vitória do Brasil sobre Portugal, qual dos três (Maradona,Pelé e Eusébio) era o melhor do mundo. Para mim, nenhum suplanta Eusébio e não é só por ele ser português. Gostava que tivesses visto um colega meu brasileiro a passar-se com outro colega, que defendia que não havia melhor jogador que o Maradona. Foi sem dúvida, um dos melhores exemplos que eu já vi das badaladas rivalidades entre brasileiros e argentinos.
Há, no entanto, quem acredite seriamente que com o Maradona a Argentina vai entrar "na linha" (entenda-se o trocadilho).
N.d.r: parabéns ao destaque dado ao teu blog, mas saliento que o meu só ainda não foi destacado também, porque está alojado no blogspot e lá não existem essas mariquices.abraço
Rui Lopes a 22 de Novembro de 2008 às 14:14

Lol, obrigado pela congratulação caro amigo.

É de facto muito complicado, num desporto que vive de paixões, e com larga história e participantes, eleger apenas um como o melhor dos melhores. Por isso é normal existirem sempre esses pequenos conflitos. Daqui a umas décadas certamente, a discussão será entre os melhores de 1980 a 2020 por exemplo.

Não duvido que se existissem essas "mariquices" no blogspot, já tas teriam atribuído também ;)

Abraço casmurro
Casmurro a 23 de Novembro de 2008 às 00:57

Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
17
19
21
22

23
24
25
27
28
29

30


pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO