Serve-se um olhar mundano e libertino. Serve-se uma arrogância sonhadora e juvenil. Serve-se uma ironia coerente e um humor valorativo. Serve-se tradição e modernidade. Serve-se na condição humana, Brinda-se com a casmurrice pessoal!

07
Jul 08

 

Continuando a dinâmica (que se revelou bastante activa) na senda dos provérbios, um dia destes encontrei um outro numa leitura qualquer, também ele bastante caricato, e que nos chega do país vizinho (quer do nosso, quer do país de onde o último provérbio era oriundo):

 

O pássaro reconhece-se pela sua plumagem, o boi pelos seus cornos, o homem pela sua língua

 

            Que características e que particularidades únicas terá a minha (e a tua?) enigmática língua e linguagem que a distinguem de tantas outras deste país de cuja língua se vê o mar?...

 

            Dá muito em que pensar, mas é sempre importante reconhecermos e amoldarmos as nossas próprias singularidades!

 

publicado por Casmurro às 23:52

Julho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11

13
14
16
17
18
19

21
22
23
24
26

27
28
29
30
31


subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO